Gritos

 

E de repente todo ruído

é álibi da calma

e nem a falta de sentido

foge dos gritos da alma

Gritos!

Testemunham a abundância

irreversível da desordem

dos sonhos sem pausa.

Gritos!

Anunciam a dissonância

de amores que transbordem

as loucuras sem causa.